ūüć∑ Catena + Rothschild com 93 pts ADEGA

Amancaya √© o nome, em l√≠ngua qu√≠chua, de uma flor que pode ser branca ou amarela, que lembra o l√≠rio, nativa da altitude dos Andes. Sua beleza e resist√™ncia em meio ambiente t√£o hostil tem fortes implica√ß√Ķes espirituais na cultura ind√≠gena andina.

Amancaya tamb√©m √© o nome de um vinho da Bodegas Caro, um projeto que une a pioneira Catena e a tradicional√≠ssima Rothschild, de Bordeaux. Este vinho, considerado pela cr√≠tica internacional como "incrivelmente sofisticado e elegante", √© um corte bordal√™s, de Cabernet Sauvignon e Malbec, um blend de duas uvas e de duas regi√Ķes.

Vinhas velhas de Luj√°n de Cuyo, dos arredores da cidade de Mendoza, s√£o mescladas, depois de in√ļmeras degusta√ß√Ķes, √†s parcelas advindas de Altamira. O terroir de Luj√°n gera vinhos mais frutados e aveludados, j√° em Altamira, as vinhas cultivadas num antigo leito do rio Tunuyan d√£o tintos minerais e mais profundos. Ambos os vinhedos est√£o fincados em terra√ßos no deserto na altitude que varia dos 1100 a 1400 metros acima do n√≠vel do mar.

  

Eu Quero

 

Tinto composto a partir de uvas 69% Malbec e 31% Cabernet Sauvignon, cultivadas Altamira e em Gualtallary, no vale do Uco, além de pequena parcela em Luján de Cuyo, com estágio de 12 meses, sendo 50% em barricas de carvalho francês e 50% em tanques de concreto. Consequência de um ano mais equilibrado e fresco, esbanja frutas vermelhas e negras acompanhadas de notas florais e de ervas, que aparecem tanto no nariz quanto na boca. Fluido, preciso e muito gostoso de beber, tem acidez vibrante, taninos firmes e de grãos finos e final persistente, com toques especiados, de violetas e e de amoras.

Uma das melhores vers√Ķes desse vinho, sen√£o a melhor, provadas por ADEGA at√© o momento com AD 93 pts.

 

APROVEITE AGORA