Odfjell Armador Cabernet Sauvignon 2018

PRODUTOR:

Odfjell

PAÍS:

Chile

REGIÃO:

Maipo

SELLER:
Seleção Adega
R$ 115 R$ 80

Assinado por Arnaud Hereu, enólogo da Odfjell, este Cabernet Sauvignon revela notas de cerejas e groselhas, e toques mentolados. Em boca é aveludado, com perfil frutado e taninos redondos e sedosos.

Odfjell
 

A família norueguesa Odfjell se dedica ao transporte marítimo e tem uma centenária companhia de navegação com sede na cidade de Bergen. Nos anos 80, quando Dan Odfjell era seu presidente e estava no Chile a negócio, comprou um campo em Padre Hurtado (vale do Maipo) com a ideia de produzir vinhos. Começaram a comercializar em 1998, da mão do enólogo Arnaud Hereu, presente até hoje. Desenvolveram um vinhedo de 85 hectares ali em Padre Hurtado e com os anos somaram outros, em setores como Molina (Curicó), Cauquenes e Loncomilla (maule). Em Loncomilla cultivam Carignan, sendo das primeiras vinícolas a promover o renascimento desta variedade. Suas linhas de vinhos mais conhecidas são Armador e Orzada. Atualmente, a empresa é liderada pelos filhos de Odfjell, Laurence e Dan.

Cabernet Sauvignon


A Cabernet Sauvignon só começou a aparecer com este nome no final do século XVIII. Alguns historiadores sugerem que ela seria a Biturica, cepa mencionada pelo romano Plínio o Velho (23-79), em seus trabalhos científicos. O nome foi inspirado na tribo Bituriges, fundadora de Bordeaux. Há especulações também de que esta tinta seria a Petit Vidure ou Bidure, uma antiga uva de Bordeaux, originada do nome Vin Dure pela dureza de seu caule. Independente do nome que possa ter tido no passado, uma coisa está provada: a origem genética da CS. Em 1997, na Universidade da Califórnia, em Davis, testes de DNA foram conclusivos ao afirmar que a CS é um cruzamento da Cabernet Franc com a Sauvignon Blanc. O microscópio demonstrou o que parece bem lógico, além do nome sugerir sua origem, os aromas de frutas vermelhas da CS lembram a Cabernet Franc e os de ervas frescas nos remetem facilmente à Sauvignon Blanc.