La Posta Pizzella Malbec 2020

PRODUTOR:
La Posta (Laura Catena)
PAÍS:
Argentina
REGIÃO:
Mendoza
SELLER:
Vinci
R$ 165,27
Elaborado com uvas selecionadas de um fantástico vinhedo de propriedade da família Pizzella, este Malbec de pequena produção é um verdadeiro achado.

LA POSTA (LAURA CATENA)


La Posta, de Laura Catena, é um víncola que reúne os vinhos artesanais de famílias de pequenos vinhateiros de Mendoza, todos imigrantes italianos. “La Posta del Viñatero” - “a taverna do vinhateiro” - é o nome do restaurante-cozinha onde eles todos se encontravam para provar seus vinhos e conversar apaixonadamente sobre seus solos, vinhedos e criações. Os vinhos têm todos produção muito limitada e são elaborados apenas com uvas de vinhedos muito antigos, plantados nas melhores localizações de Mendoza. Eles levam o nome da família que os produz e de sua casta.Considerado como uma das grandes descobertas da região, o Pizzella Malbec vem recebendo notas extraordinárias da imprensa internacional especializada entre elas, 93 pontos de James Suckling e 90 pontos de Robert Parker na safra 2017. Também foi considerado um vinho rico pela Wine Spectator, que já concedeu 91 pontos ao vinho, figurando entre os seus Top Value. Outro vinho mencionado como Top Value pela publicação foi o “maduro e suculento” Palucci Malbec, que mereceu 91 pontos de Robert Parker na safra 2016 e foi descrito pelo crítico como “delicioso e de ótima relação qualidade/preço”. Conheça mais sobre Laura Catena na Revista Adega.

MALBEC


Em Cahors, sudoeste da França, desde os tempos do Império Romano, eram elaborados vinhos tintos chamados “de Cahors”, com a casta Cot. No século XVIII essa mesma uva foi levada para Bordeaux, onde era cultivada para dar corpo e cor aos tintos mais delicados feitos por ali. Depois do estrago que a filoxera provocou na Europa, em meados do século XIX, sobrou muito pouca Cot para contar a história na França. Por sorte ou providência divina, ela já tinha sido levada para a Argentina na tentativa de elevar a qualidade da indústria vinícola do país pelas mãos dos imigrantes italianos e franceses. Logo a casta mostrou todo potencial nos diferentes terroirs argentinos e começou a produzir vinhos melhores que em seu país de origem. Atualmente a Argentina é o principal produtor de Malbec do mundo, seguida por França, Itália e Espanha. Conheça mais sobre ela na Revista Adega.