Verget Mâcon-Charnay "Le Clos Saint-Pierre" 2018

PRODUTOR:
Verget
PAÍS:
França
REGIÃO:
Borgonha - Mâcon
SELLER:
Élevage Brasil
R$ 479
O excepcional vinhedo “Le Clos Saint Pierre” é conhecido originar vinhos com grande capacidade de evolução, como é o caso deste vinho. 

Verget


Ao criar a Verget em 1990, Jean-Marie Guffens demonstrou o mesmo requisito que para sua própria produção. A filosofia da casa pode ser resumida em uma frase simples: “o melhor vinho é feito usando as melhores uvas.” Esse ditado quase elementar é a pedra angular do Verget. Assim, seja nos Mâconnais, nos Chablis ou na Côte d’Or, são as melhores vinhas e os melhores solos procurados para produzir vinhos de qualidade. O objetivo de Verget é revelar todo o caráter de suas denominações, revelando seus solos. Este processo foi implementado com sucesso já há algum tempo nas denominações Chablis e Côte d’Or. Mas é nos Mâconnais, historicamente produtor de vinhos genéricos, que essa etapa toma todas as suas medidas. É aqui que Verget produz os mais diferentes vinhos para cada denominação. Assim, esta lógica para descobrir cada aspecto, cada nuance, em uma palavra todas as sutilezas do mesmo nome. Pela sua abordagem original, Verget tornou-se um laboratório de solos e criador de climats.

Macôn


Mâcon é a denominação mais mediterrânica da Borgonha para vinhos tintos, brancos e rosés de toda a subregião de Mâconnais, no sul da Borgonha. Em contraste com as denominações específicas de um local, como Pouilly-Fuissé, os vinhos Mâcon AOC são representativos de um determinado nível de qualidade, em vez de um determinado terroir. Como muitos vinhos produzidos na zona de vinhedos de Mâcon se qualificam para uma variedade de outras denominações de nível superior, a proporção de vinhos de Mâconnais cujos rótulos realmente dizem simplesmente "Mâcon" é relativamente pequena. É historicamente mais famoso por seus vinhos tintos. Durante o século 20, no entanto, a produção de vinho branco acelerou dramaticamente e agora representa cerca de 86 por cento dos mais de 3.800 hectares de vinhas que se qualificam para uma das denominações Mâcon. Todos os vinhos brancos de uma denominação que inclua a palavra "Mâcon" são produzidos exclusivamente a partir da variedade de uva branca Chardonnay da Borgonha. Qualquer Aligoté cultivado na região é classificado como Bourgogne Aligoté. Conheça mais sobre a região da Borgonha na Revista Adega.