Château De Saint Cosme Châteauneuf-Du-Pape 2016

PRODUTOR:
Château de Saint Cosme
PAÍS:
França
REGIÃO:
Vale do Rhône
SELLER:
Winebrands
R$ 0
A transferência do Papado para Avignon no sec XIV exerceu grande influência a região, com os bispos aprimorando as técnicas seus vinhos ganharam reconhecimento mundial, nascendo assim a AOC Chateauneuf du Pape. São vinhos que possuem a elegância e estrutura dos grandes Barolos.

Château De Saint Cosme


A família Barroul comprou as primeiras parcelas de terra nas colinas de Saint Cosme em 1590 e estabeleceram lá a atividade de “vignerons”, pequeno produtor de uvas donos de parcelas de terra. Sempre reconhecidos por cultivar as melhores uvas da região, foi da vinha que a família tirou seu sustento. Atualmente o Chateau de Saint Cosme é uma propriedade de 17 ha. localizada na AOC Gigondas. Sua produção vem de vinhas com idade média de 60 anos, situadas em um solo único e num micro clima frio que permite um lento amadurecimento das uvas. Todos os vinhedos no Chateau de Saint Cosme são conduzidos de forma orgânica e muito do estilo dos seus vinhos deve-se ao solo de suas parcelas, formado há 11 milhões de anos (composto majoritariamente de calcário argiloso) traz condições excepcionais e únicas. No comando do Chateau de Saint Cosme está Louis Barruol, também conhecido como “Genio de Gigondas” sempre apaixonado pela história da família e muito interessado pelos vinhedos, aos 15 anos Louis já tinha decidido seguir os passos do seu pai, Henry Barroul, de quem herdou a propriedade e hoje representa a 18ª geração da família.

CHÂTEAUNEUF-DU-PAPE


Quando o Barão Le Roy, elaborou um conjunto de condições de produção de vinho focadas na qualidade nesta região do Sul do Rhône - documento que se tornou o precursor do famoso sistema de denominação da França - eram permitidas 13 variedades de uvas para produção dos vinhos. Após uma revisão de 2009, passaram a 18 variedades. Predominam nos cortes tintos a Grenache, complementada por Syrah, Mourvèdre e, em grau decrescente, Cinsault, enquanto os brancos relativamente raros são feitos de uma receita mais variável, incluindo Grenache Blanc, Clairette, Bourboulenc e Roussanne. O Châteauneuf tinto é um vinho denso, robusto e com bom álcool. Saiba mais sobre o Vale do Rhône e seus melhores vinhos na Revista Adega. https://revistaadega.uol.com.br/artigo/riquezas-do-chateauneuf-du-pape_10291.html