Baettig Vino de Viñedo "Los Parientes" Pinot Noir 2020

PRODUTOR:

Baettig

PAÍS:

Chile

REGIÃO:

Malleco

SELLER:
World Wine
R$ 281
Um Pinot Noir fermentado espontaneamente com leveduras indígenas e que leva a assinatura de Francisco Baetting, o gênio que assina o mítico Seña.

Baettig


Vinícola originada do desejo de Francisco Baettig (enólogo responsável por um dos vinhos ícones do Chile, o Seña), de ter um projeto próprio e por suas próprias palavras: "Não tenho dinheiro para vinhedos na zona central, onde a terra é muito cara. Mas gosto mesmo do sul, do sul profundo, 600 quilômetros de Santiago. Creio que lá existe um potencial muito interessante". Em 2022, o sul profundo, como o enólogo chamou, é a localização de seus vinhedos, da Baettig Wines. A região escolhida é a de Traiguén, um planalto com solos vulcânicos que demandou até mesmo a presença de uma geóloga para o melhor entendimento das terras. O vinhedo recebeu o nome de Los Suizos em homenagem aos bisavôs de Francisco, que imigraram para o Chile no final do século 19 para as terras próximas de Traiguén, na província de Malleco. A bela região tem muitos parques nacionais com flora e fauna protegidas e muitas florestas nativas, cascatas e vulcões ativos. Clique aqui e confira a entrevista com Francisco na íntegra no site da Revista Adega

Pinot Noir

 

A Pinot Noir é certamente uma das mais antigas castas de que se tem notícia. Acredita-se que já era cultivada na Borgonha há aproximadamente 2.000 anos, quando os romanos chegaram à região. O primeiro registro escrito de sua existência, entretanto, data de 1375, e a primeira alavancada lhe foi dada quando uma ordem banindo a produção de Gamay em seu favor foi lançada por Filipe de Valois, Duque da Borgonha, que viveu no século XIV. O nome "Pinot Noir" faz alusão à aparência do cacho, cujos bagos bastante escuros agrupam-se formando um conjunto cônico, que lembra uma pinha. Desenvolve-se, principalmente, em climas mais frios. Saiba mais sobre essa emblemática variedade no site da Revista Adega.